Archive for Julio, 2015

Morador de Maceió no 100 º Congresso Mundial de Esperanto em Lille, França

Um alagoano, morador de Maceió, participará entre 25 de julho e 1º de agosto de 2015 do 100º Congresso Mundial de Esperanto em Lille, França. Estão inscritos mais de 2.470 pessoas de 82 países, sendo 113 congressistas do Brasil, mas eles não precisarão de intérpretes para debater sobre o tema do congresso: “Línguas, Artes e valores no diálogo entre as culturas.”

  ESPERANTO

O Esperanto é uma língua internacional e neutra. É um eficiente instrumento para a preservação de todas as línguas e culturas do globo.

Uma segunda língua para todos. A ideia-base do Esperanto foi lançada pelo médico polonês aos 28 anos, Dr. Lázaro Zamenhof, em 1887, há mais de  128 anos. Desde então, o projeto de língua planejada transformou-se em uma língua viva, com cultura própria, mas internacional, e até mesmo com falantes nativos.  

O Esperanto não pertence a nenhuma nação e pertence a todos. A proposta do Esperanto é que cada povo continue a falar sua língua materna e use o Esperanto nas comunicações internacionais.

Tema do Congresso: “Línguas, Artes e valores no diálogo entre culturas”

  O movimento esperantista acionou seus membros em todos os continentes: associações nacionais filiadas à Associação Mundial de Esperanto e grupos locais estudam o tema central do congresso: “Línguas, Artes e valores no diálogo entre culturas”, para escrever e enviar a suas contribuições para o projeto da resolução.Este texto será definitivamente redigido durante os debates em Lille. De acordo com suas possibilidades, cada membro da rede mundial dos falantes de Esperanto pode participar neste diálogo, manifestar seus pontos de vista, desejos sobre a qualidade e formas de intercâmbio inter-cultural, com vista a uma melhor compreensão, convivência pacífica e sustentável de toda humanidade.

Ademais, no dia 26 de julho, os congressistas e os esperantistas do mundo inteiro festejarão o Dia do Esperanto, no qual, há 128 anos, surgiu o primeiro manual da Língua Internacional. Este aniversário enfatiza o princípio central do movimento esperantista: visar uma eqüidade lingüística no mundo.

Cada ano o congresso acontece em um país diferente, e na maioria das vezes em um continente diferente.  O primeiro congresso ocorreu em 1905.  O Brasil já sediou o congresso mundial por duas vezes, em 1981 em Brasília, e em 2002 em Fortaleza.  A organização do congresso fica a cargo da Associação Mundial de Esperanto  (fundada em 1908) e que é representada no Brasil pela Liga Brasileira de Esperanto  (fundada em 1907).

Artes, excursões, futebol

Além das palestras e debates, o congresso também é ocasião para diversão. Termos apresentações teatrais e musicais, excursões, e até uma disputa de futebol entre a seleção esperantista de futebol (com jogadores de diversos países) contra a seleção do Saara Ocidental pela recém-criada Copa Zamenhof.

Aprender Esperanto é 10 vezes MAIS FÁCIL e RÁPIDO do que aprender Inglês, ou qualquer outra língua natural.

Em esperanto é possível combinar partes de palavras, como em um jogo de montar e formar centenas de outras palavras. O Esperanto multiplica palavras.  Veja como funciona:

O Esperanto é uma língua viva, cerca de 2 milhões de pessoas falam Esperanto, em 115 países.

No mundo, existem mais de 6 mil línguas, e o Esperanto está entre as 300 línguas mais faladas. Apesar de não existir um país que fale apenas Esperanto, ele está presente em 115 países e é provavelmente a terceira língua geograficamente mais bem distribuída.

Enciclopédia Britannica  estima que mais de 100 mil pessoas usem o idioma em todo o mundo. Já a Ethnologue, a mais importante obra sobre línguas, considera que existam hoje, cerca de 2 milhões de falantes com fluência nível C1, isto é, quase nativa.

Aprender Esperanto

É possível aprender Esperanto gratuitamente em cursos presenciais em clube ou associação  mais próximo de você, ou através de cursos à distância  pelo Facebook, ou outras plataformas.

Existem mais de 35 mil livros e 2 mil periódicos em Esperanto.

Um enorme número das grandes obras literárias já foi traduzido para o Esperanto, desde a Bíblia e o Alcorão até as obras de Dante, Camões e Shakespeare. Autores modernos, como Garcia Lorca, Jorge Luis Borges e Jorge Amado também têm traduções em Esperanto. Da literatura brasileira, livros como Dom Casmurro, Memórias póstumas de Brás Cubas, Vidas secas e O alquimista possuem traduções bastante elogiadas. Até mesmo a biografia de Pelé possui uma tradução para o Esperanto, autografada pelo próprio ídolo.

Museu do Esperanto , fundado em 1927 e hoje departamento da Biblioteca Nacional da Áustria, possui em seu acervo mais de 35 mil livros e 2 mil periódicos, além de outras dezenas de milhares de manuscritos, panfletos, fotografias e objetos relacionados. O  catálogo da Associação Mundial de Esperanto  , com sede na Holanda, possui quase 7 mil livros e outras mídias para venda. Além disso, em diversos portais e páginas da internet, como, por exemplo, no portal  Domínio Público,   do governo brasileiro, é possível obter de centenas a milhares de obras em e sobre Esperanto.

Há ainda muitos trabalhos escritos originalmente em Esperanto. Algumas destas obras tornaram-se tão importantes, que foram traduzidas para vários outros idiomas, como é o caso do poema épico modernista La infana raso (A raça menina), do escocês William Auld  , cuja obra original em Esperanto lhe rendeu repetidas nomeações ao prêmio Nobel de literatura.

O Esperanto é reconhecido pela ONU e UNESCO.

Desde a apresentação de sua base, em 1887, o Esperanto ganhou falantes das mais diversas partes do mundo, que em muito contribuíram para sua fundamentação e evolução como língua. São inúmeras as diversas manifestações da cultura em Esperanto, desde a literatura ao cinema. Milhares de páginas na internet e redes sociais, transmissões diárias de rádio e encontros e congressos, sejam regionais ou mundiais, garantem um intenso intercâmbio de ideias e sentimentos entre pessoas. Tudo isso comprova que o Esperanto tornou-se e é uma língua viva.

Hoje, principalmente na Europa e na China, o Esperanto é matéria de estudo em diversas escolas e universidades. Na Polônia, uma das maiores universidades do país, a Universidade Adam Mickiewicz, em Poznan, oferece um curso de pós-graduação de três anos na área da linguística dado completamente em Esperanto. Na Hungria, o Centro de Ensino Avançado de Idiomas, da Universidade Eötvös Loránd , em Budapeste, responde pela certificação de proficiência em Esperanto para toda a União Europeia. Em San Marino, a  Academia Internacional das Ciências San Marino , uma das universidades daquele país, tem o Esperanto como única língua oficial.

Além disso, a ONU, por meio da UNESCO, reconhece oficialmente o Esperanto como língua e recomenda seu ensino aos países membros.

O estudo preliminar do Esperanto auxilia o aprendizado de outras línguas.

Isso é um fato comprovado por experiências em  Universidades europeias. Quem estudou Esperanto, tem muito mais facilidade de aprender Inglês ou outra língua estrangeira.

Pessoas que nunca conseguiram aprender Inglês, poderão ter sucesso, após um curso de Esperanto.

O Inglês em si não é uma língua difícil. O que nos atrapalha a falar Inglês ou outra língua estrangeira fluentemente, é a nossa dificuldade de pensar em outra língua que não seja a nossa língua materna. Enquanto o aluno estiver fazendo traduções mentais da língua materna para a língua estrangeira, ele jamais falará essa língua fluentemente. É necessário aprender a pensar diretamente na língua estrangeira, sem traduções.

Como o Esperanto é lógico, regular e racional, torna-se muito mais fácil de atingir esse objetivo. Depois de aprender a pensar em outra língua que não seja o português, você poderá aprender Inglês, Espanhol ou até Chinês, muito mais facilmente.

Pesquisas Científicas sobre o Valor Propedêutico do Esperanto Realizadas em Vários Países

Para que aprender Esperanto, se já existe o Inglês ?

  O Inglês é uma língua muito importante, principalmente nos negócios. Muitas pessoas o estudam, mas somente 335 milhões de pessoas falam Inglês como língua materna, o que representa apenas 6% da população mundial   (Ethnologue).  Além dos falantes nativos, cerca de 500 milhões de pessoas estudam o inglês, porém em sua maioria o nível de proficiência é baixo e insuficiente para uma conversação básica  (Education First  ).
Ensinar Inglês a 94% do mundo é uma tarefa difícil que gasta muito tempo e dinheiro, com resultados insatisfatórios.

Além disso, os países de língua inglesa obtêm enormes lucros com cursos e produção cultural nessa língua. A Inglaterra obtém mais lucro através da língua inglesa do que com a exploração do petróleo do Mar do Norte.

 

A produção cultural norte-americana, como cinema e música, inviabiliza a produção cultural de muitos países. Por esses motivos a utilização de uma língua nacional, como o Inglês, Espanhol, ou Chinês, na função de língua internacional sempre acarretará uma situação de injustiça, na qual alguns países são privilegiados e muitos outros prejudicados.

  Rainha Elizabeth discursa na ONU em Inglês impecável, mas a audiência precisa de fones de ouvido com tradução simultânea.

Por outro lado, você pode aprender Esperanto com sucesso em pouco tempo, viajar e fazer contatos com esperantistas no mundo inteiro.

– Se você quer fazer contatos e amizades internacionais, aprenda Esperanto.

– Se você quer valorizar seu currículo, aprenda Inglês.

– Mas se você for inteligente, aprenda as duas línguas, e outras mais, começando pelo Esperanto, que é a mais fácil.

  Assista a um vídeo de 8 minutos com Claude Piron, tradutor da ONU e da Organização Mundial de Saúde, por 20 anos professor do Depto. de Psicologia da Universidade de Genebra. (clique em CC para ativar a legenda em português).

Concorra a 4 viagens internacionais com hospedagem gratuita.

Se você tem até 30 anos e já fala Esperanto com fluência, você pode concorrer a três viagens internacionais pagas pela  Organização Mundial da Juventude Esperantista  e mais uma pela  Organização da Juventude Esperantista Brasileira  para participar do Congresso Mundial de Esperanto, que a cada ano acontece em um país diferente.

A hospedagem é gratuita através do Pasporta Servo.

Conheça mais e veja como é a comunidade esperantista, assistindo o filme “Esperanto é”

—————————————————————————————————————————————————

Mais informações sobre o Esperanto http://www.esperanto.com.br/Informações sobre a Liga Brasileira de Esperanto http://esperanto.org.br/ Para informações adicionais:Emilio Cid – delegado-chefe no Brasil da Associação Mundial de Esperanto –  cid.emilio @ gmail.com 13-99778-7367

Associação Alagoana de Esperanto – Prof. Ari – 82-99986-5126 (tim e whatsapp) e 98804-0508 (oi). E-mail: esperantomaceio@yahoo.com.br.

%d bloggers like this: